hiato ou rima

esgotado

hiato ou rima é um diário transformado em livro que acabou se tornando o primeiro da mini editora, antes mesmo dela ter esse nome.

O primeiro livro da Mini Editora nasceu por acaso. Em um período de extrema tristeza pós-rompimento de namoro, comecei a escrever um desabafo íntimo sem qualquer intenção de ser publicada.

Aos poucos, no entanto, surgiu o desejo de que ele se tornasse um objeto único que eu pudesse entregar como um último presente para o meu ex-namorado. Lá pelo meio dos dias, defini o projeto gráfico e passei a diagramar o livro enquanto ainda o escrevia.

O processo de criação foi bastante interessante nesse sentido já que o texto acabou refletindo três períodos bastante distintos: o primeiro, quando ainda escrevia de forma intimista sem imaginar que um dia seria lida; o segundo, quando já havia decidido fazer um livro e comecei a escrevê-lo direto na página diagramada; e o terceiro, quando acabei contando para o meu ex sobre o livro e aquilo se tornou um caminho sem volta.

A partir desse dia, minha escrita mudou. Logo o livro se encaminhou para o fim, imprimi seu único exemplar, costurei e o presenteei finalmente.

Foi somente após muitos meses que fui convencida por conhecidos de que aquele livro poderia se tornar público. Com a criação da Mini Editora no ano seguinte, voltei para o Hiato ou rima e o encarei com interesse editorial: ele entrou para o catálogo como o livro mais antigo, o número um.

O PROJETO

O livro tem estrutura de diário, com uma página correspondendo a cada um dos 62 dias seguintes ao término.

De elemento fixo, aparece apenas a marcação do dia junto a margem superior, do lado de fora do miolo. O restante da diagramação é bastante livre e segue as pausas e blocos mais adequados a cada um dos conteúdos.

A fonte utilizada em todo o livro é a Helvetica Bold, que foi escolhida por uma questão íntima do casal de designers: ele preferia a versão bold dessa fonte, eu preferia a regular.

Já a cor predominante não poderia ser outra se não a favorita unânime entre os dois: tudo preto.

Por fim, a costura foi uma criação livre de quem ainda pouco sabia sobre costura de livros, mas já tinha bastante vontade de inventar com uma linha e agulha nas mãos.

texto

hannah uesugi

projeto gráfico

hannah uesugi

fonte

helvetica bold

formato fechado

14,5 x 20,5 cm

impressão

jato de tinta 1 x 1 cor

papel

offset 75 g/m²

páginas

80

tiragem

impressão sob demanda

ano

2013

Categorias ,
Updating…
  • Nenhum produto no carrinho.