sonho em vinte e sete superfícies

R$ 60,00

sonho em vinte e sete superfícies é um livro surreal com texto de miguel croce e monotipias de calixto comporte.

o livro

No início de 2017, fomos procurados por Miguel Croce que gostaria de nos apresentar dois projetos seus. O primeiro era um livro dos sonhos — como ele chamava até então — em que descrevia alguns sonhos em forma de micro-contos e que eram luxuosamente acompanhados de belas monotipias, fortes e delicadas, feitas pelo seu amigo de faculdade Calixto Comporte. O segundo, era uma coletânea de ilustrações, postadas no Instagram que acabaram se transformando no livro O que nos une o que nos separa, lançado concomitantemente a este em agosto do mesmo ano.

Quando nos aproximamos do Sonho em vinte e sete superfícies, ele ainda não tinha esse nome e nem a materialidade adquirida nas nossas breves conversas que tinham pressa de existir antes do Miguel se mudar de país, mas já era um livro consolidado. Eles já haviam pensado em uma diagramação e as ilustrações, com excessão das da capa, já estavam todas prontas.

O Pedro cuidou da edição do texto junto do Miguel e nós quatro fomos encaminhando o projeto gráfico do livro até ele tomar a sua forma final.

o projeto gráfico

O livro acabou sendo todo impresso em papel vegetal — 140 g/m2, por ser a gramatura mais leve para a HP Índigo da gráfica — com as páginas dobradas uma a uma costuradas de topo. A transparência do papel, fez com que texto e imagens se sobrepusessem e se misturassem como num sonho, porém não a ponto de comprometer a experiência de leitura em alguma parte.

Entre as dobras de vegetal, a possibilidade de incluir e excluir folhas de papel opacas dão chance à transformação da leitura de cada página, aumentando e diminuindo o contraste entre texto, imagens e fundo.

Na capa e na quarta capa, sugerimos essa brincadeira com folhas impressas com as monotipias do Calixto, que podem ou não conviver com o livro, já que vivem soltas ali e podem mudar de lugar ou superfície a qualquer momento.

a tiragem

Apesar de já termos feitos diversos títulos em papel vegetal pela mini, esta foi a nossa primeira experiência com vegetal impresso em gráfica digital, e não foi tão tranquilo quanto imaginávamos. Tivemos uma série de perdas que atrasaram a entrega dos livros para o lançamento e resultou numa tiragem super reduzida: apenas 50 exemplares nessa primeira edição.

monotipias

calixto comporte

texto

miguel croce

projeto gráfico

hannah uesugi, pedro botton, calixto comporte & miguel croce

fonte

silva

formato fechado

13,5 x 20 cm

impressão

forma certa

método

digital hp índigo 1 x 0 cor

papel

vegetal 140 g/m2

páginas

36

tiragem

50 exemplares

ano

2017

Updating…
  • Nenhum produto no carrinho.