a espera se faz silenciosa

R$ 180,00

a espera se faz silenciosa é um conjunto de 6 ensaios da fotógrafa renata veloso, que foi exposto originalmente em 2013 e acabou sendo editado apenas três anos depois pela mini editora.

A EXPOSIÇÃO

Em 2016, a fotógrafa e colega de faculdade Renata Veloso me procurou com a intenção de relançar um trabalho dela exposto em abril de 2013, na galeria Kunsthalle São Paulo, sob o título Construindo Narrativas, com curadoria de Marina Coelho.

O conjunto de seis ensaios havia sido pensado à época para ser apresentado como capítulos de um livro que dialogavam com o espaço expositivo, assumindo diferentes formatos em suportes distintos. Alguns foram expostos digitalmente, como projeção, e outros em papel formavam painéis, labirintos, prismas e até mesmo um livro sanfonado que podia ser manipulado pelos visitantes.

A ideia da Renata, ao me procurar, era a de relançar esse conjunto em formato de livro, mas mantendo de alguma forma a individualidade de cada ensaio.

Já em nosso primeiro encontro, ela me apresentou um boneco com o projeto bastante avançado de como poderia ser o formato de cada parte, e a partir dele fomos afinando nossas linguagens até chegar neste resultado final.

O PROJETO GRÁFICO

A primeira decisão de projeto disse respeito à definição do melhor formato para os ensaios respeitando a individualidade de cada caso mas buscando experimentar o maior número de variações possível dentro de uma regra bastante importante: todos deveriam ser dobrados ou fechados de forma que resultassem em um quadrado de 14x14cm. Essa padronização nos permitiu agrupá-los em uma caixa para comercializá-los em conjunto ou vendê-los como seis ensaios separados.

Ficamos então com cartazes, fotos soltas, livros e sanfonas que, apesar de resultarem num mesmo tamanho final, precisavam ser agrupados e identificados de alguma forma. Para resolver o problema de falta de unidade entre as partes, criamos as sobrecapas em papel vegetal dobrado, que, além de fornecerem uma identidade visual para o conjunto, serviram também como suporte para o título dos ensaios, para as informações gerais do conjunto e, em alguns casos, para os textos poéticos escritos pela própria fotógrafa para acompanhar cada ensaio.

A seguir, a descrição detalhada de cada um dos ensaios.

PRÓLOGO

O cartaz horizontal, de formato aberto 42x28cm, abre o conjunto de ensaios com imagens de estradas.

Na sobrecapa, antes de desdobrá-lo, se lê:

paisagens desertas e uma busca solitária, cinematográfica.
imagens da rota sem fim.
vastidão e silêncio: em trânsito.

ANTES DO GRITO

O livro encadernado em sanfona horizontal fica com 2,80m de comprimento quando aberto em sua totalidade, e apresenta um ensaio todo em preto e branco que se inicia com uma introdução:

paisagens granuladas em percepções de baixa luz.
a água se dissolve mas não revela o obscuro.
avançar pela estrada não significa clareza.
a pomba voando é sinal de paz ou mau agouro?
o bicho na espreita se revela como forma e não como intenção.
a forma é aguda e afiada. agride.
não se ouve o vento ou a respiração.
o que virá mais adiante? o susto.

EM TEMPO

O ensaio composto por quatro sanfonas verticais de 14x56cm cada é dividido por composições cromáticas que recebem quatro subtítulos: Ventura, alegria; Estação das chuvas; Da cor do céu sem nuvens e O que precede a escuridão.

A sobrecapa translúcida agrupa as quatro partes sob os dizeres:

memórias coloridas serpenteiam pelos meus cabelos
a cada instante em que eu desejo aquele vento.
a saudade cheira e tem cor.

SALA DE VISITAS

11 fotos soltas de 14x14cm são agrupadas pela sobrecapa onde se lê:

desconhecidos apareciam e se sentavam
nas cadeiras da sala onde ninguém habitava.
surgiam músicas que nunca se ouvia e que deixavam
o medo de percorrer a escuridão de florestas.
era o sono a encarar aqueles dois barcos.

A CASA DA PARREIRA

O livro costurado com linha branca apresenta o ensaio mais narrativo do conjunto.

No meio dele, um pequeno texto:

um dia, plantas para fora da casa.
todos os indícios do passado que poderia.
nada romperia o silêncio daquelas grades.
não é fácil uma descrição inabitada.

EPÍLOGO

O outro cartaz, quando desdobrado, se torna vertical com formato aberto de 28x42cm, e encerra o conjunto de ensaios com seis imagens de um mesmo lugar.

Na sobrecapa, os últimos versos:

o meio do oceano é azul.
o meio do oceano é cheio de almas.
o meio do oceano mastiga ossos.
o meio do oceano é um esboço de qualquer paisagem.

texto e fotografia

renata veloso

projeto gráfico

hannah uesugi

fonte

calendas plus

formato da caixa

15,5 x 15,5 x 6 cm

formato de cada ensaio

14 x 14 cm

conteúdo

6 ensaios

impressão

jato de tinta 4 x 0 cores

papéis

canson 140 g/m² e vegetal 90 g/m²

tiragem

impressão sob demanda

ano

2016

Updating…
  • Nenhum produto no carrinho.